terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Missões Urbanas


Escrito por Fernando Corrêa Pinto                                                                                                                                         Quando praticamos missões urbanas estamos buscando realizar um trabalho desafiador. Tal missão acontece nas cidades e é necessário estratégias bem definidas para a conquiste espiritual das cidades.
É difícil definir com clareza como se caracteriza uma cidade, pois podem se diferir de pais para pais. Entretanto podemos dizer que é uma concentração de pessoas vivendo bem próximas umas das outras, interagindo entre si e debaixo de uma forma de governo.
A missão é para todos, ricos, pobres, civis, militares, jovens e velhos. O serviço de evangelização não é optativo ao cristão. Esse trabalho é feito através de comunicação da boa nova de Jesus através de pregação, entrega de literatura e Bíblias. No novo testamento em momento algum essa tarefa foi questionada.
 Diante do desafio urbano do homem moderno é importantíssimo compreender a práxis missiológica urbana.

A urbanização desenfreada das cidades acontece por conta da grande quantidade de pessoas que saem das áreas rurais para as grandes cidades. Esse fenômeno gera grandes transtornos para as cidades como, violência, desagregação familiar, extrema pobreza, drogas, déficit habitacional, insuficiência do sistema de saúde e educacional.
O desafio da teologia da missão urbana é se conscientizar das demandas das cidades, ver os fatos bíblicos relacionados com essa missão, apreciar métodos evangelísticos adotados hoje e elaborar projetos para evangelizar as cidades.
Alguns fatores ainda agravam esse processo como, a industrialização que está ligada com o surgimento de mega cidades, crescimento populacional, busca de melhores condições, ilusão das mídias que prometem uma vida melhor e a substituição da mão de obra por maquinas o que leva o povo ao desemprego.
O homem urbano também se torna mais complexo. A tendência é se isolar, ficar mais alienado, tender a ser um cristão nominal, relaxar nos padrões morais, ter uma consciência política acentuada e a ser influenciado por grupos de massa.
Daí surge consequências mais graves. Crise familiar, econômica, violência urbana, problemas psicológicos e espirituais.
A igreja é afetada, pois perde a unidade, perde a linguagem comum, entram muitas vezes em um ativismo, medo e inabilidade para testemunhar.
Diante deste desafio é necessário encontrar formas para o avanço missionário neste espaço. É de grande importância que se crie um grupo específico de oração, que haja pequenos grupos, que se distribua literatura, que haja testemunho pessoal e que se aprenda a trabalhar com recurso de mídia, TV, Rádio, Imprensa e internet.
É importantíssimo que a igreja do Senhor não se paralise diante de tantos desafios. É preciso buscar aprender com grupos que trabalhem nesta área e que tenham possibilidade de treinar ministérios de evangelismo das igrejas locais.

Estratégias e métodos

Destaco também alguns métodos que podem ser utilizados para o evangelismo nas cidades.
Testemunho pessoal é a ferramenta mais utilizada no novo testamento.
Igreja nos lares, essa estratégia é básica no Novo Testamento.
Folheto, esse meio já foi comprovado por milhares de almas que testemunharam ter sido alcançada pela leitura de um folheto.
Evangelizar através de filmes.
Discipulado. O discipulado é um método excelente, utilizado por Jesus e pelos apóstolos. Jesus começa com doze e depois vemos esse numero se multiplicando. Vemos Barnabé discipulando Paulo. Paulo discipulando Timóteo e este discipulou muitos outros. Todo o crente pode e deve ser um discipulador.
Muitas igrejas tem crescido espantosamente com a visão do discipulado este método sendo aplicado do jeito de Jesus pode produzir muitos frutos para o trabalho do Senhor. Ainda podemos dizer que o discipulado proporciona um crescimento quantitativo e qualitativo.

Missão urbana da Igreja de Antioquia e Siria

Falaremos da missão que parte da igreja de Antioquia da Síria. Esta cidade foi depois da cidade de Jerusalém uma das mais importantes cidades da história da igreja primitiva.
A igreja de Antioquia nasce de uma grande perseguição que surge em Jerusalém. Vemos este fato acontecendo na vida de Estevão que em Atos 11. Ele é apedrejado por causa de seu testemunho de Jesus. Diante disto muitos cristãos saem de sua terra natal. A maioria é disperso para Judéia e Samária até chegar a Antioquia. A igreja de Antioquia era uma igreja multi étnicas (At 13,1). Muitos romanos, gregos, judeus, sírios e outros habitavam ali. Em está comunidade temos a presença de um líder significativo como Barnabé, também de lá o apostolo Paulo e outros saíram para suas viagens missionárias. Esta igreja nos mostra que é preciso superar as barreiras culturais e étnicas. Ela considerava o contexto social de sua época.
            A igreja de Antioquia não tinha conflitos teológicos relacionados com a ação social. Quando o profeta Ágabo previu uma fome a igreja se mobilizou para enviar recursos para os necessitados (At 11,28). Esta igreja se tornou mãe de muitas outras igrejas, era uma igreja que exalava a presença de Jesus e vivia a práxis sacrifical.
            Em resumo a igreja de Antioquia era uma comunidade que tinha sua ênfase no evangelismo, possuía pastores encorajadores, liderança plural, ensino profético, serviço sacrificial, adoração autentica e a sua obra era direcionada pelo Espírito Santo. Este pode ser um modelo para nós hoje.

Missiologia uma perspectiva urbana.

            Atualmente uma grande proporção da população mundial habita em áreas urbanas, nas ultimas décadas grande foi o numero de pessoas que saíram da zona rural para as cidades. O resultado deste fenômeno como já mencionamos é uma grande desorganização das cidades falta de emprego, aumento das favelas e violência sempre em alta. Precisamos nos lembrar de que Jesus morreu por todos estes e é neste ambiente que temos que atuar como mensageiros do Reino de Deus.
            A missiologia urbana busca estudar com bases nas Escrituras Sagradas, na antropologia, na história e com a pratica missionária nas cidades. Este estudo é desafiador diante dos problemas que já mencionamos acima.
            Na bíblia vemos a ação missionária em diversas cidades como Sodoma, Babilônia, Nínive, Jerusalém, Corinto, Atenas, Roma e muitas outras.
            O ministério de Jesus é repleto de fatos que aconteceram em cidades como: Belém que foi a cidade de seu nascimento, Nazaré cidade onde foi criado, Cafarnaum e Galiléia. Em (Mt 9,35) a Bíblia fala que Ele percorria todas  as cidades pregando o evangelho e curando os enfermos.
            Nos dias de hoje existem muitos desafios que envolvem a forma de viver do homem urbano, contudo não podemos nos amedrontar com tais resistências é preciso avençar a obra de evangelização das cidades com coragem e ousadia.
           
Estratégias de Evangelização Urbana

A conversão do individuo é produzida por obra do Espírito Santo e o despertar daqueles que estão mortos espiritualmente vem através da pregação da Palavra de Deus. Desta forma devemos utilizar as infinitas formas de comunicação desta Palavra para alcanças os perdidos.
Neste momento vamos mostrar algumas das mais importantes formar de evangelização das cidades.
Em primeiro lugar é preciso ter uma equipe de intercessão. É preciso lembrar que dependemos do Senhor para que haja conversões. Devemos orar para que as vidas sejam alcançadas.
Em segundo é fundamental que exista o testemunho pessoal é preciso ser sal e luz, viver o que prega. As nossas ações muitas vezes falam mais do que centenas de palavras.
É fundamental que a igreja seja um lugar de pessoas que tenham capacidade de recepcionar bem os visitantes. Todo visitante que foram convidados precisam sentir o amor de Deus no meio do Seu povo.
Outro método estabelecido por Deus para o avanço missionário da igreja é o trabalho dos grupos familiares. O culto familiar promove a comunhão, da abertura para perguntas mais especificas e promove o dialogo entre o povo de Deus. Este método era utilizado na igreja primitiva.
Ter uma equipe de visitação. É importante que a igreja tenha a prática semanalmente de se dirigir a casa de pessoas com hora marcada para que promover o reino de Deus.
Inicio de pontos de pregação ou o plantio de novas igrejas, distribuição de folhetos e a motivação da igreja para a obra evangelística também são fundamentais para o trabalho de expansão do evangelho.
Gostaria neste momento ainda de destacar oito decisões fundamentais para a igreja no contexto urbano.
1 – Fazer uma pesquisa sócia demográfica da localidade da igreja.
 2- Utilizar os leigos para a obra.
3 – Saturar a comunidade com o evangelho.
4 – Sair do prédio e ir para a rua.
5 – Testemunhar de forma integral o evangelho.
6 – Moverem-se em unidade
7 – Não trocar o evangelho da graça por nada.
8 – Executar com seriedade o ide do Senhor.

O descumprimento a obra de evangelização caracteriza um ato de desobediência contra Deus. É preciso fazer novos discípulos sempre. Multiplicar a liderança. Ter compromisso e responsabilidade com a Palavra de Deus. Fugir do sincretismo religioso e o relativismo moral.
Em fim é preciso ser resposta para essa sociedade urbana tão necessitada, ser sensível às necessidades da mesma.
Aquele que quer servir na cidade precisa aprender amar a cidade, conhecê-la e ter credibilidade com ela.
Finalizando precisamos buscar em oração a conquista espiritual de nossas cidades. O Diabo vem para roubar, matar e destruir, não podemos deixar de estar atentos às artimanhas do maligno contra nossa igreja e comunidade.
A cura da sociedade através da igreja virá somente quando nos tornarmos intercessores apaixonados e trabalhadores dependentes de Deus.





Bibliografia

BARRS, Jerram, .A essência da Evangelização, Cultura Cristã.

Gidlasio Reis, Missiologia uma perspectiva Urbana. monergismo.com






Nenhum comentário: